DIEGO LOPES (Banda Malta) – O BAIXISTA NUNCA PODE PARAR DE ESTUDAR

1) UM POUCO DE SUA HISTÓRIA
Comecei a tocar aos 9 anos de idade. Ganhei um violão do meu avô, porque eu pedi. Com essa idade escutava Metallica, na casa do meu primo em Itapetininga.
Eu e meus amigos morávamos em Santos e decidimos formar uma banda. Aos 14 anos já tocava na noite (harcore, pop, cover). Quando fiz 18 anos, mudei para São Paulo para cursar faculdade (uma desculpa para vir morar em Sampa).
Sou Designer e fiz a criação da Logomarca de várias bandas famosas.

2) SUA CARREIRA NA MÚSICA E NO CONTRABAIXO?
Conheci o Adriano Daga (batera da Malta) que estava na Banda Izi. Eu tocava guitarra e ele estava precisando de

baixista. Aceitei tocar baixo e fizemos vários shows e turnês. Emplacamos uma música chamada PRIMEIRO BEIJO, na segunda versão da novela TI TI TI, da Rede Globo.
Depois nasceu a MALTA e chamamos o Bruno Boncini para cantar, em 2013, antes do Super Star.

3) QUAIS OS PRINCIPAIS TRABALHOS NA ÁREA MUSICAL QUE FEZ?
Fiz inúmeros trabalhos. Entre eles, toquei com Rebeldes (Mexicanos), Fernandão (Rodox). Desde sertanejos como Marcos e Belutti, Victor e Leo a gringos como Bumble Foot (ex-guitarrista do Guns N’ Roses – quando o Slash estava fora) Alírio Neto (Queen Extravagância), Andrea Kisser (Sepultura) Rafael Bittencourt (Angra).
A Banda Malta foi escolhida para representar o Queen no pré lançamento do filme, no Alliance Park, em São Paulo. Foi muito emocionante quando tocamos ao vivo os temas do filme.

4) QUAIS SUAS MAIORES INFLUÊNCIAS MUSICAIS?
Gosto muito do Guns N’ Roses, Metallica, Linking Park e Bandas Melódicas, como Angra (escutava muito), Iron Maden.
E também os clássicos como Led Zepellin e Aerosmith (este desde quando era criança).

5) QUE HABILIDADES UM BOM BAIXISTA DEVE DESENVOLVER?
Ainda estou descobrindo (rsrs). Mas é importante ter muito foco e estudo. Não pode parar nunca de estudar.

6) SOBRE O SEU SETUP.
Uso IK Multimedia – Amplitube (não uso amplificador) Pedais e afinador da Boss- Drop Tune da Digitech, para diminuir o tom da afinação. Tudo ligado direto no PA, na mesa.

7) QUAL A IMPORTÂNCIA DE TER OS PRÓPRIOS MÚSICOS DA BANDA PRODUZINDO O TRABALHO?
A BANDA MALTA é uma fábrica. Os quatro Cds foram produzidos por nós. Eu fiz as artes. O Thor Moraes e o Adriano produziram. O Thor gravou e a maioria das composições são dele, mas tem um pouco de cada um.

8) COMO VOCÊ VÊ INICIATIVAS, COMO A DO TOQUE MAIS BAIXO, NO ENSINO DO CONTRABAIXO?
O TOQUE MAIS BAIXO é uma iniciativa muito boa, porque tudo o que incentiva o estudo de música é legal. Se inspirem, vejam e estudem. Mente vazia nunca serviu pra nada.

 

Por Vilma Souza

Aluna e Colaboradora do ToqueMaisBaixo

 

Baixista, criador do ToqueMaisBaixo e empreendedor musical.

Dúvidas? Deixe uma pergunta para o professor!