fbpx

Você só vai se dar bem como BAIXISTA se fizer isso!

Faaala Baixista! Tudo bem contigo?

Nesses quase 30 anos tocando contrabaixo puder observar coisas bem interessantes. Toquei e convivi com muitos músicos e me aventurei por diversos estilos musicais. Sabe o que aprendi com isso tudo? Que existem semelhanças nos grandes músicos. Isso mesmo! Muitos elementos, hábitos e atitudes se repetem com os músicos bem sucedidos.

Quando digo “sucedidos” não estou me referindo somente a ganhar dinheiro. Estou falando de executar o instrumento com sabedoria e musicalidade e acima de tudo, ser um músico que todos querem estar por perto.

Vou listar abaixo esses elementos e espero que isso o inspire a melhorar a cada dia mais. Seja sincero consigo mesmo e avalie em quais itens pode melhorar:

1 – Ter um foco claro

Todos os grandes músicos que convivi tinham um foco bem definido. Eles sabiam o que queriam e isso lhes davam uma grande vantagem. Conheci um músico que tocava muito bem bossa nova. Ele vivia isso e com certeza, esse foco e determinação lhe ajudar a realmente ser um especialista no assunto.

Outro músico adorava gravar em estúdio. Estava ligado nos equipamentos e tecnologias. O que aconteceu? Se deu bem e passou a viver disso. Sim, gravou em centenas de discos.

Então, posso lhe garantir! Entenda o que quer fazer como baixista e entre de cabeça. Diga não para as outras possibilidade e foque no que você mais acredita.

2 – Ser ponta firme

Os mais bem sucedidos são os mais responsáveis. Ninguém atura mais egos inflados e atitudes irresponsáveis. Cada dia mais o mercado exige profissionais focados, competentes e é claro, responsáveis.

Marcou as 18:00? Esteja lá nesse horário! Combinou de tocar por 3 horas? Toque por 3 horas.

Já ouviu a frase: “O combinado não sai caro”? Pois é. Muito simples não acha.

Ser ponta firme significa também chegar no ensaio com o repertório tirado, com o equipamento em dia e é claro, sabendo desempenhar bem a sua função. Cada dia mais os músicos “ponta firmes” estão ganhando espaço no meio musical. E aí? Você é ponta firme?

3 – Entender e sua função

Vi muitos músicos que até tocavam bem, perdendo trabalhos por não conseguir se adequar ao contexto. É crucial que você estude baixo, entenda a principal função do contrabaixo e é claro, que consiga tocar contribuindo para a música.

Se a música pede um groove com tônicas apenas, faça isso alegremente.

O músico que pensa no contexto, no coletivo, com certeza terá trabalhos sua vida toda. Por isso, entender da função do instrumento, de como encaixar na música e principalmente, pensar no contexto, lhe ajudará a prosperar como baixista.

Viu só? 3 tópicos interessantes para refletir e é claro, colocar em prática. Pense com carinho em cada um deles e comece a implementar na sua vida hoje mesmo. Te garanto que irá se surpreender!

Grande abraço,

Bons grooves!

Raphael du Valle

Baixista, criador do ToqueMaisBaixo e empreendedor musical.

    3 Comentários

  1. Muito bom como sempre!!
    Gostaria de saber um pouco mais sobre como estabelecer um bom network, desempenhando um bom trabalho e como evitar as gigs, bares e bandas furadas pra manter o foco!
    Abraço e muito obrigado!!

  2. saulolpsl
    julho 11, 2019

    Muito bom !!!!

  3. José Nilton Salustriano Cardoso
    julho 11, 2019

    Sempre dando aquele apoio moral.Valeu Mestre..

Dúvidas? Deixe uma pergunta para o professor!