fbpx

5 COISAS que te impedem de EVOLUIR como BAIXISTA!

E aí Baixista! Tudo bem? Espero que sim!

Você se sabia que existem 5 coisas ou comportamentos que podem estar atrapalhando sua evolução como baixista? Vou nesse artigo falar sobre cada uma delas e, caso você esteja com dificuldades, lhe ajudar com possíveis soluções.

Está preparado para dar um UP na sua vida de baixista? Vamos nessa!

1 – NÃO SABER O QUE QUER:

Não saber o que quer ou aonde quer chegar é um grande obstáculo na sua evolução. Já ouvir falar sobre: “ficar correndo atras do próprio rabo”? Sim. Quando não sabemos o que queremos e aonde queremos chegar e como ficar dando voltas e não sairmos do lugar.

Para evoluir você precisa, antes de tudo, saber o que quer. E isso é muito simples: Quero melhorar meus grooves ou quero improvisar melhor na música tal ou até, preciso tirar 10 músicas pro próximo ensaio.

De tão simples que é, as vezes deixamos isso de lado. Fique atento a isso. Ter um objetivo em mente lhe ajudará a atingir novos patamares.

DICA: Faça uma lista de suas pendências e comece hoje mesmo a trabalhar para resolvê-las.

 

2 – NÃO SABER ESTUDAR

Muitos baixistas não sabem estudar. Sentam com o instrumentos e ficam girando lâmpadas ou estudando coisas que não tem nada a ver com o objetivo que foi definido.

Isso é crucial! Se precisa resolver o assunto groove, é preciso trabalhar com ferramentas que vão lhe ajudar com isso. Se precisa trabalhar improvisação, é preciso estudar assuntos relacionados a isso.

Se você não tem isso claro, a chance de ficar 1 hora com o baixo e não resolver nada é grande. Portanto, organize-se e tenha certeza de que está com as ferramentas adequadas para resolver o objetivo proposto.

DICA: Escolha um tema e escolha 3 ferramentas que tenham a ver com ele e fique somente com elas. Isso fará grande diferença no resultado final.

 

3 – SE COMPARAR COM OUTROS BAIXISTAS

A comparação com outros músicos podem acabar com sua vida musical. O ser humano tem uma tendência a se diminuir e isso é muito perigoso. Ao invés de se comparar, olhe pra você e veja suas qualidades (tenho certeza que possui muitas). Valorize o que você sabe e tente se superar a cada dia.

Use os seus ídolos como inspiração apenas. Não queira ser igual o seu ídolo, isso é desnecessário. Queira ser você mesmo. Lembre-se: cada ser humano é único e isso é maravilhoso. Pense que o seu jeito de tocar é único e faça isso da melhor forma possível.

DICA: A partir de hoje, sinta alegria a cada nota que tocar. Valorize o seu som. Respeite o seu estágio atual e saiba que a evolução acontece a cada dia. Faça o melhor que puder hoje e seja grato.

 

4 – PESO MAIOR QUE CONSEGUE CARREGAR

Já ouviu aquela frase: “Deus não te dá um peso maior que não consiga carregar”? Do mesmo modo, você não deve colocar uma sobrecarga pra você mesmo. O que quero dizer com isso? Estou me referindo a colocar metas palpáveis e de acordo com seu estágio atual.

Não adianta querer improvisar na música Donna Lee se você, talvez, não consiga improvisar num II V I simples no tom Dó. Você precisa ser realista e montar um planejamento coerente de acordo com o seu contexto atual.

Não é um caminho seguro pular etapas e carregar um peso que não está preparado. Pense sempre no gradativo. Resolva as coisas mais importantes primeiro. Você já domina todas as tríades? Você consegue tocar todas escalas maiores no braço todo? Você consegue fazer grooves sólidos? Você se sente confortável tocando com o metrônomo?

Tudo isso deve vir primeiro. Lembre-se: respeito o seu contexto atual e dose a carga de acordo com o que pode carregar no momento.

DICA: Isso não é algo limitador ok? É apenas um modo mais inteligente e seguro de evoluir com o contrabaixo. Faça uma auto-avaliação e mão na massa!

 

5 – NÃO TER SUPER FOCO

E pra fechar o artigo, aconselho que trabalhe o SUPER FOCO! Sim. Com um foco adequado, tudo acontecerá com mais facilidade. SUPER FOCO é fazer uma coisa de cada vez. Isso tem a ver com estar totalmente no momento presente e atento à atividade do momento.

Se for tocar um groove, esteja totalmente conectado com ele. Se for improvisar, ouça cada nota que tiver tocando. Se for estudar com metrônomo, fique ligado se está tocando junto com ele ou não.

O SUPER FOCO vai lhe ajudar a ganhar tempo e também a refinar o seu modo de tocar, afinal, desse modo você consegue realmente ouvir se está fazendo a coisa certa ou não. Leve isso muito a sério!

DICA: Quando for estudar, desligue tudo que posse lhe atrapalhar. Celulares, redes sociais, TVs etc. Fique só com o instrumento! Garanto que não irá se arrepender.

Legal não é?

Reflita sobre essas 5 questões e com certeza o seus resultados serão outros. Não tenha pressa em mudar tudo ao mesmo tempo. Vá aos poucos resolvendo uma por uma.

Espero ter lhe ajudado,

Grande abraço e muito boa sorte!

Raphael du Valle

 

Baixista, criador do ToqueMaisBaixo e empreendedor musical.

Dúvidas? Deixe uma pergunta para o professor!