fbpx

Você é um músico TEÓRICO ou um músico PRÁTICO?

Falai Baixista! Blz?

Sei que não é fácil falar sobre este assunto, mais mesmo assim, resolvi trazer este tema pro debate.

Você é um músico teórico ou um músico prático?

Vamos lá! Sabemos que a música possui 2 partes básica: As teorias, estudos, métodos, ou seja, tudo aquilo que usamos como ferramentas para aprender o nosso instrumento. Sim! É uma parte importante, afinal, servem de pontes para chegarmos numa boa performance prática.

Agora, o outro lado é a prática, ou seja, o nosso PLAY. Quando tocamos o nosso instrumento, estamos no modo “prática”. Diante disso, a prática seria nosso objetivo final, afinal, queremos mesmo é tocar contrabaixo.

Percebemos até agora que a teoria e a prática podem andar lado a lado se complementando não é? O ideal é que isso aconteça.

Então existe o tal “músico teórico”. Sim, existe! Poderíamos considerar o músico teórico aquele músico que só fala e não toca. Que conhece 1.000 teorias e não consegue aplicá-las no seu instrumento. De um modo geral, é um músico focado no papel e não no som. Isso é mais comum do que possa imaginar. O “músico teórico” também se liga muito nas regras e é cheio de “pode e não pode”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Reafirmo aqui: Não tenho nada contra teorias. Eu mesmo uso todos os dias pra ensinar e para meus estudos. A questão aqui é sobre só falar de teoria e não colocar em prática. Não ir além. Não tirar som do instrumento.

Então qual seria o cenário ideal?

O cenário ideal com certeza é de um músico que estuda, entende, está consciente das coisas e consegue levar tudo isso pro seu som. Consegue transformar todos os estudos e teorias em música.

Sabemos também que existem muitos músicos TOPS que não sacam nada de teoria e tocam pra valer. Sim. Isso é muito comum e nos prova que a música, os sons, sempre vieram primeiro lugar.

A música está dentro de cada um e temos que achar ferramentas para colocar pra fora e os estudos e teorias podem nos ajudar com isso.

Conclusão: Temos que achar um equilíbrio entre estas partes e focar sempre no resultado final que é a nossa MÚSICA.

Aproveitando este tema, gostaria de apresentar um material novo que produzi que possui teorias e é claro, aplicações práticas, o Manual do Baixista Prático. Para ficar por dentro de mais detalhes e garantir o seu, clique na imagem abaixo:

 

 

 

 

 

 

 

 

Tamo junto!

Abração,

Raphael du Valle

Baixista, criador do ToqueMaisBaixo e empreendedor musical.

Dúvidas? Deixe uma pergunta para o professor!